News

Jornalista empregado em empresas não jornalísticas também tem direito à jornada especial

Uma empresa, da área de ensino, recorreu de uma sentença de 1ª Instância, na qual uma ex-funcionária que trabalhava como jornalista ganhou direito a algumas indenizações, inclusive horas extras por conta da jornada diferenciada da categoria. A trabalhadora também opôs seu recurso, atrelado (adesivo) ao da empresa.

Os magistrados da 2ª Turma do TRT-2 julgaram os recursos. A alegação da empresa, de não ser empresa jornalística, e por isso, não se aplicar aos seus jornalistas a jornada especial, não foi acolhida. A relatora, desembargadora Sônia Maria Forster do Amaral, citou, dentre outras regras, a Orientação Jurisprudencial (OJ) nº 407, da SDI: “O jornalista que exerce funções típicas de sua profissão, independentemente do ramo de atividade do empregador, tem direito à jornada reduzida prevista no artigo 303 da CLT".

Outras alegações da empresa também foram julgadas: o acórdão deu razão à prescrição de algumas verbas e excluiu multa por litigância de má-fé. Por isso, como houve pedidos deferidos e outros indeferidos, o recurso da empresa foi julgado parcialmente procedente. Os pedidos do recurso adesivo da trabalhadora foram negados.

(Processo 0000317-27.2013.5.02.0045 - Acórdão 20150667005)

contato

Para maiores informações, entre em contato conosco

informações

Unidade I

São Paulo - SP

Av. das Nações Unidas, 12551 - 9º andar

Brooklin Novo - 4578-000

+55 (11) 3885-5477

Unidade II

Mogi das Cruzes - SP

R. Sérgio Plaza, 390

Vila Oliveira - 08780-230

+55 (11) 4312-5477

contato@lombardiadvogados.com.br

Name must not be empty !

Please provide a valid email !

Message should not be empty !